“Cada pessoa tem a sua historia. - Cada pessoa tem uma familia. - Cada familia tem origems. - Você não é apenas o que você imagina que é!"


quinta-feira, 2 de maio de 2013

Barão de Tatuí, Francisco Xavier Paes de Barros, falecimento e palacete Rua Florêncio de Abreu


Barão de Tatui, Francisco Xavier Paes de Barros, (triavô de Tiffany) nasceu 26 de maio 1831 em Sorocaba.
Filho do capitão Chico, Francisco Xavier Paes de Barros (pai) e a primeira esposa Rosa de Aguiar (irmã do Brigadeiro Rafael Tobias de Aguiar)

Bachelor na Faculdade de direito de Sao Paulo em 1853.
Membro do partido liberal e deputado em varias legislaturas.
Proclmando a republica deixou a politica e retirou-se a vida privada

Casou-se Francisco Xavier Paes de Barros filho em primeiras nupcias com a sua prima, Getrudes de Aguiar Barros. (filha do seu tio paterno, Barão de Itu, e sua tia materna Leonarda de Aguiar).

Gertrudes e Francisco Xavier foram pais de:

  • Dr. med. Bento Xavier Paes de Barros, medico legista,(bisavô de Tiffany)
  • Dr. Francisco Xavier Paes de Barros: ex deputado federal e estadual, vereador, 
  • Dr. Octavio Paes de Barros
  • outros

Em segundas nupcias casou-se o Barão de Tatui com a viuva do Barão de Itapetininga, Cerina ou Corina de Sousa e Castro. Sem geração dela.


1879 em 19 de agosto recebe o título de barão de Tatuí
Tive como muitos outros seus parentes com titulo de nobreza, o brasão dos Barros, registrado em 16.2.1795. 
(5. Livro do Registro dos Brasões de Armas da Nobreza de Portugal - Cartorio de Nobreza, Fol. 36.)

O Barão de Tatui, foi banqueiro e  desde 23 setembre 1889 presidente do Banco de São Paulo, quando fundou o Banco Uniao com o condé do Pinhal (o condé do Pinhal foi cunhado de 2a esposa do 2° Barao de Piracicaba, Rafael Tobias de Barros, primo do Barão de Tatui), o conselheiro Moreira de Barros, dr, Berrini, C. Teixeira de Carvalho, o barão de Jaguara, J.V. de Almeida Prado e com o seu parente Francisco Antonio de Souza Queiroz.

Foi tambem membro de Sociedade Promotoria de Immigração de São Paulo e acionista de varias companhias de estrada de ferro como tambem provedor da Santa Casa a qual prestou grandes serviços.

E´triste que São Paulo lembra do Barão de Tatuí só a resistência e o longe processo de desapropriação do sobrado de sua esposa, pela construção do Viaduto do Chà !
Leia mais em Barao de Tatui e o viaduto do Chà. 


Moreu na sua residencia Rua Florencio de Abreu 139, Sao Paulo em 6 dicembre 1914 .

Os seus irmãos foram


  • Maria Candida de Aguiar c/c Tenente Coronel Joaquim José de Oliveira 
  • Raphael Aguiar de Barros c/c Anna Leopoldina de Oliveira Lopes 
  • Antonio Francisco de Aguiar Barros c/c Genebra de Souza Quieroz 
  • João Aguiar de Barros c/c Amelia Lopes de Oliveira 
  • Gertrudes Brasilica Aguiar de Barros c/c Pedro Vaz de Almeida 
  • Bento de Aguiar Barros c/c Francisca de Sousa Barros (ela filha do Comendador Luis Antonio de Sousa, primo do barão de Tatui. O comendador foi filho de Genebra de Barros Leite, (ela tia do barão de Tatuí) e Ilidia Malfalda de Sousa, filha dos marqueses de Valença ) 
  • Francisca Aguiar de Barros c/c Antonio Augusto de Padua Fleury (avós de escritora Maria José Dupré)

Os meio-irmãos do Barão de Tatui, filhos 
do Capitâo Chico com a segunda esposa, Andreza Euphrasia de Oliveira (ou Lopes de Oliveira): 


  • Carlos Paes de Barros c/c Alice de Sousa Queiroz. Alice foi filha do Barão de Limeira, Vicente de Souza Queiroz (filho de tia paterna do barão de Tatuí), Genebra de Barros Leite)
  • Brasilico Lopes de Barros c/c Izabel Sousa Mesquita,
    (Izabel,filha de Luis de Mesquita Barros e Clara de Paula Sousa. Clara foi filha de Francisco Paula de Sousa e Mello e Maria de Barros Leite, (tia paterna do Barão de Tatui). - Luis de Mesquita Barros foi filho de José Manoel de Mesquita e Angela Ribeiro de Cerqueira, (outra tia paterna do Barão de Tatui) 
  • Fernâo ou Fernando Paes de Barros 
  • Maria Paula de Barros c/c Dr. Manoel Lopes Monteiro de Oliveira


O seguinte nécrologo refere a data de falecimento do 6 dezembro 1914.

No Correio Paulistano, segunda-feira, 7 de dezembro de 1914.


Barao de Tatui, Francisco Xavier Paes de Barros



Rua Florencio de Abreu

Não existe nenhuma fotografia do palacete do barão de Tatui na Rua Florencio de Abreu em São Paulo. Se sabe ainda que estava localizado em frente do palacete do Barao de Piracicaba e dos Barros Souza. Na Rua Florencio de Abreu muitos outros membros de familia tivem residencias.

RUA FLORÊNCIO DE ABREU

No final do século XIX, bondes puxados a burros trafegam na rua Florêncio de Abreu, numa fotografia tomada em direção à Luz. À esquerda, a antiga chácara em que o Barão de Tatuí morava antes de se casar com a viúva do Barão de Itapetininga. (16/07/2009 Publicada por Sra. Eli Mendes em Saudade Sampa )
Hoje o palacete do Barão nunca existe... 
com o ajudo de uma antiga foto de Guilherme Gaensly e um artigo de Eudes Campos sobre os Paes de Barros em Sao Paolo fiz um passeio com google street-map...
mudaram muitas coisas desde 1900...os trilhos de bonde tem desaparecidos - nenhum arvore.... e onde estava a casa dos Tatui......um parque de estacionamento e muito betão.
Ainda existem algumas  casas antigas - testemunhos silenciosos. Quem sabe quantas coisas elas viram....


"Figura 23 Aspecto da Rua Florêncio de Abreu. A esquerda da foto, em primeiro plano, vê se a casa do engenheiro Antonio Francisco de Paula Sousa (assinatura em vermelho); do mesmo lado, ao fundo, a casa de Fernando Paes de Barros, cunhado de Paula Sousa e genro de Maria Rafaela de Paula Sousa, filha do Barao de Piracicaba (assinatura azul). Ao lado direito, gradil da antiga casa do Barao de Tatui, (assinatura em verde), mais um membro da extensa familia Barros, que aí morava desde 1882.
As duas primeiras residencias ainda existem no cruzamento com a Rua Paula Sousa." (Fotografia antiga de Guilherme Gaensly, 1900 Acervo da Divisâo Iconografia e museus, Sao Paolo).

Arvore "genealogico" de Rua Florencio de Abreu com os moradores de familia, descendentes de Antonio de Barros Penteado e Maria Paula Machado, na Rua Florencio de Abreu, encontrado no artigo por Eudes Campos.: 









Muito obrigada aos primos Felipe e Victor
e ao Dr. Eudes Campos !


Fontes pesquisados: